Philip Carruthers passa a dirigir Conselho de Administração da Orient-Express Hotels


Principal executivo da empresa no Brasil deixa, em outubro, cargo de diretor-superintendente do Copacabana Palace

Principal dirigente do grupo Orient-Express Hotels no país e diretor-superintendente do Copacabana Palace, Philip Carruthers anunciou que em outubro, deixará de exercer função executiva na empresa, embora continue a fazer parte do Conselho de Administração da companhia no Brasil, e ainda prestará consultoria para o grupo, a partir de então. Além de ser proprietária do Copacabana Palace, a Orient-Express administra o Hotel das Cataratas, único empreendimento hoteleiro dentro do Parque Nacional de Foz do Iguaçu, no Paraná.
Nascido na Inglaterra, e naturalizado brasileiro, Philip Carruthers assumiu a direção do Copa em 1989, quando Orient-Express comprou o Copacabana Palace da família Guinle. Em sua gestão, o tradicional hotel, que este ano completou 89 anos, passou por uma série de reformas que o possibilitou reconquistar o glamour de antigamente, além de tornar-se um dos negócios mais rentáveis do grupo Orient-Express em todo o mundo. A atual fase de reforma, que foi inteiramente idealizada e viabilizada, por Philip, representa a fase final do projeto que levou mais de 20 anos para realizar. “Sinto-me completamente realizado. Foi um enorme privilégio dirigir este magnífico hotel durante 23 anos, e sou muito grato por todo o apoio que recebi, tanto da direção do Orient-Express, como das centenas de colaboradores do hotel, ao longo desse período. Tenho certeza que o hotel vai continuar a prosperar e se aperfeicoar cada vez mais no futuro”, disse Philip.
Em relação ao Hotel das Cataratas, foi o executivo quem liderou a proposta vencedora da licitação que deu a Orient-Express o direito de operar a pequena joia do parque de Foz do Iguaçu, em 2007. O hotel passou por amplas reformas, que duraram dois anos e lhe devolveram o glamour da época em que foi inaugurado pelo então presidente Juscelino Kubitschek, em 1958.
Philip iniciou sua carreira hoteleira em 1965, ainda com 18 anos de idade, como estagiário em Hoteis Othon. Apenas cinco anos depois, foi nomeado gerente de um dos empreendimentos dessa cadeia, e posteriormente gerenciou varios dos maiores e mais importantes hotéis da companhia.
Na década de 80, já no grupo Quatro Rodas, sua atuação foi fundamental para atrair o primeiro voo charter da Europa para o Nordeste.
De 1984 ate 1989, quando assumiu a direção do Copacabana Palace, foi diretor do Rio Palace, um dos principais hotéis da cidade do Rio de Janeiro.
Durante seu trajeto profissional, exerceu também a presidência da AHT – Associação de Hotéis de Turismo, e tambem durante seis anos a presidência do Rio Convention Bureau. Teve também uma participação importante na escolha da cidade do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, tendo participado no painel de hospedagem na apresentação oficial da cidade como candidata. Em reconhecimento aos seus serviços prestados recebeu a Medalha Pedro Ernesto pelo Município do Rio de Janeiro, e a Medalha Tiradentes pelo Estado do Rio de Janeiro. Recebeu tambem o titulo de “Carioca Honorário”.
Profundo conhecedor de História, pratica o golfe com assiduidade e, como todo bom brasileiro, e bom ingles, ama o futebol. No Brasil é sócio do Flamengo, desde 1970, e na Inglaterra participa da diretoria do time de sua cidade natal, Accrington Stanley, que disputa a quarta divisão inglesa.



Nenhum comentário:

Postar um comentário