Marina Lima, Lenine estão entre as atrações do 22º Forró da Lua Cheia em Altinópolis



Neste ano o evento trará grande variedade musical, incluindo atrações internacionais

A 22ª edição do Forró da Lua Cheia, que acontece nos dias 29, 30 de junho e 1 de julho, em Altinópolis, no Hotel Fazenda Vale das Grutas, contará com uma programação musical eclética. O evento trará grandes nomes da música brasileira, do forró ao MPB e instrumental, além de atrações internacionais.
No sábado estarão no palco Marina Lima, Lenine, Farofa Carioca, Lino de França, Kiko Zambianchi, Viajarte, Pedra Branca, Rasgacêro e o Artêro, e as atrações internacionais Tia Carroll e JJ. Jackson. Ainda no sábado, às 22h, acontecerá outro espetáculo, uma grande queima de fogos com duração de 12 minutos.

Sobre os artistas

Marina Lima - Com 19 álbuns e uma carreira consagrada, a cantora entrará no palco do Vale das Grutas no sábado dia 30 de junho. A cantora e compositora carioca se impôs pela interpretação e originalidade na década de 80 e tornou-se um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira. Suas influências passam pelo pop, rock, blues, bossa-nova e música eletrônica.
Osvaldo Lenine Macedo Pimentel - conhecido apenas como Lenine, nasceu em Recife, em 2 de fevereiro de 1959, é um cantor, compositor, arranjador, escritor, letrista e músico brasileiro. Traz em suas composições influências de manifestações culturais de seu país e de inúmeros gêneros musicais desconsiderando rótulos ou classificações.
O músico que ocupa a cadeira 38 como acadêmico correspondente da Academia Pernambucana de Letras, possui 10 álbuns e participação em trabalhos de inúmeros artistas. Lenine ganhou dois prêmios Grammy Latino: um pelo “Melhor Álbum Pop Contemporâneo” com seu álbum "Falange Canibal"; e outro em 2009 na categoria melhor canção brasileira com a música "Martelo Bigorna”.
Farofa Carioca - um grupo musical brasileiro, do Rio de Janeiro, formado nos anos 1990, com estilo variado devido a combinação de ritmos como rock, pop, rap, samba e funk. Algumas apresentações em concertos são usados números circenses e dança.
Seu principal vocalista foi Seu Jorge, que deixou o grupo para seguir carreira solo. Em seu lugar entrou Mario Broder, ex-vocalista do Funk'n'Lata
Lino de França - nasceu na cidade de Fernandópolis, no estado de São Paulo e toca sanfona desde os 6 anos de idade. Sempre influenciado pelo seu pai, um pernambucano chamado Luiz, sanfoneiro e cantador, que por ser filho de uma mulher chamada Ana sempre que se apresentava nas festas do sertão as pessoas diziam que quem iria tocar era "Luiz de Ana". Por isso, quando se mudou para São Paulo, seu pai juntou tudo e adotou como nome artístico: "Luiz Diana".
Com oito anos de idade, juntou os dois em um só: seu pai lhe dava o norte na vida e Gonzaga lhe dava o norte na arte. E tem sido assim, há mais de 30 anos.
Kiko Zambianchi - nome artístico de Francisco José Zambianchi, nascido em Ribeirão Preto, em 14 de outubro de 1960, é cantor, guitarrista e compositor. Começou a tocar guitarra na adolescência, tendo participado de festivais estudantis e peças de teatro, fez shows pelo interior, formou a banda Vida de Rua e aos 23 anos mudou-se para São Paulo, onde foi contratado em um mês pela gravadora EMI. Lançou no final de 1984 a música "Rolam as Pedras" que estourou nas rádios paulistas e posteriormente em todo o Brasil. Kiko Zambianchi lançou 7 álbuns, 2 DVDs ao vivo e 3 coletâneas.
Viajarte – é um espetáculo itinerante que visa a propagação da arte como forma de cura, inclusão social, valorização da cultura popular brasileira e integração das artes (música, poesia, artes plásticas e cênicas) por meio de oficinas e um único espetáculo. O Viajarte também tem grande ação fora dos palcos, seja com intervenções em ruas, praças, e feiras livres, seja com artes plásticas transformando lugares abandonados em galerias de arte, seja em ocupações artísticas ou em oficinas junto a comunidade.
Pedra Branca – grupo fundado em 2001 por Luciano Sallun e Aquiles Ghirelli vem trazendo de forma singular uma maneira muito apropriada de fazer música do mundo numa visão contemporânea e universal.
O lançamento do primeiro álbum “Pedra Branca” foi em 2004, e em 2006 com o segundo “Feijoada Polifônica”, fez turnê pelo Brasil em diversos circuitos artísticos. Uma das características do grupo foi sempre abranger uma forma híbrida e pouco segmentada de formação de público e circuitos de apresentações.
Além da música o grupo atua desde seu início frequentemente com danças e performances interagindo diretamente com os conceitos e expressões artísticas.
Rasgacêro e o Artêro - é um grupo cênico musical formado em 2000 e que, desde 2006, experimenta a mistura de música, teatro de rua e elementos do circo.
Favorecidos por sua atmosfera lúdica do circo e agregado a elementos da cultura popular brasileira, os "Artêros" do Rasgacêro, remetem à chegada dos saltimbancos nas cidades e colorindo as ruas com músicos, bonecos, palhaços, pirofagistas e equilibristas.
Sendo este o maior diferencial do Grupo, metem-se na vida da comunidade e convidam diferentes classes e gerações ao encontro de boa música e momentos de puro divertimento.
Tia Carroll - A cantora de rhythm’n’blues conhecida como Tia Carroll, nasceu em Richmond, na Califórnia, Estados Unidos e começou cantando em igrejas batistas locais. Influenciada por artistas como Stevie Wonder e Sam Cooke é hoje comparada constantemente com lendas como Aretha Franklin, Koko Taylor e Tina Turner.
Carroll veio ao Brasil para lançar o terceiro disco de sua carreira, “Soul Survivor”. A carreira de Tia Carroll, embora curta, é bastante promissora com vários prêmios conquistados: West Coast Female Blues Vocalist (2007), Traditonal Blues Woman of the Year (2008) e Band Leader of the Year (2009). Apontada como “a nova diva do rhythm’n’blues”, pelo jornal Washigton Post, Carroll é dona de uma voz fascinante e tem muita presença de palco.
JJ. Jackson – Inspirado por monstros sagrados do blues, como Albert King e Muddy Watters aos 15 anos, começou a compor, e nesta mesma época agitou famosas casas de shows dos EUA e Canadá, chamando a atenção da mídia pelo entusiasmo com que contagiava o público.
Foi em 1960, com apenas 18 anos, que gravou seu primeiro Compact Disc, pelo selo Audio Studio, da Sea West, com distribuição nacional. No México conheceu 3 irmãs bailarinas, brasileiras, que participavam de suas apresentações. No final da temporada as Irmas Montezzi convenceram o novo parceiro a visitar o Brasil. Entre idas e vindas para a terra natal mudou-se, em 1980, definitivamente, para o Brasil. Casou-se com uma brasileira, tratou de regularizar sua situação no Brasil.
Compositor, intérprete, comunicador, showman, J.J.Jackson, por sua versatilidade musical, suingue, carisma e forte registro vocal, costuma reunir em sua platéia público de variada faixa etária.

Maiores informações pelos telefones (16)3610-2573 - 3610-2910, ou ainda:

Nenhum comentário:

Postar um comentário