São João mais seguro



Precaução com fogos de artifício e fogueiras ajuda a prevenir queimaduras durante os festejos juninos

São Paulo, 19 de junho de 2012 - Os meses de junho e julho são sinônimos de festas juninas e, consequentemente, de diversão, mas o período dos festejos também é marcado pelo aumento de acidentes causados por queimaduras, principalmente com fogos de artifício, balões e fogueiras. De acordo com o Ministério da Saúde, é nesta época do ano que é maior a incidência com queimaduras. Visando a prevenção, foi lançada a campanha Queimadura Não, promovida pelo Osmogel - um hidrogel indicado para tratar queimaduras superficiais – em conjunto com o Instituto Prevenir é Saúde, para alertar a população sobre os perigos das lesões e como evitá-las.
Segundo a Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ), no período de São João, o número de atendimentos por queimaduras chega a dobrar nos hospitais brasileiros. Crianças e adolescentes, com idade entre quatro e 14 anos, correspondem a aproximadamente 40% dos queimados pelo uso de fogos de artifício e uma em cada dez pessoas que se acidentam com esse tipo de artefato sofre amputações, conforme informações da Associação Brasileira de Cirurgia de Mão (ABCM).
Durante as festas juninas a preocupação dos médicos e corpo de bombeiros aumenta. O presidente do Instituto Prevenir é Saúde, Dr. Edimilson Migowski, explica que fatores como a pele mais fina, uma camada de gordura menor e a proximidade dos órgãos, contribuem para que as crianças sejam vítimas mais graves de queimaduras.
Para evitar incidentes, Migowski recomenda que os artefatos sejam manuseados apenas por profissionais e sejam deixados longe do alcance das crianças. “Na hora de soltar o rojão o material deve estar a pelo menos 60 centímetros da mão e afastado do rosto. Também é necessário evitar a proximidade com fios elétricos e nunca apontar para locais em que pessoas estejam circulando”, orienta.
De acordo com o artigo 81 do Estatuto da Criança e do Adolescente é proibido vender ou fornecer fogos de artifícios a menores, a pena para quem descumprir a lei é de seis meses a dois anos de detenção e multa.

Primeiros Socorros

Em caso de queimadura, não passe nada no local, apenas lave com água corrente e procure sempre orientação médica, em caso de queimaduras em crianças, entre em contato imediatamente com o pediatra ou o serviço de emergência mais perto. A água ajuda a baixar a temperatura da região afetada - e uma queimadura que poderia ser profunda pode ficar mais superficial com essa medida. Pomadas, pasta de dente, clara de ovo, manteiga, margarina, café e gelo não devem ser utilizados, pois podem agravar a lesão. Bolhas não devem se estouradas, pois podem causar infecção. Essas são recomendações do Instituto Prevenir é Saúde, entidade sem fins lucrativos, fundada em agosto de 2006, que tem por objetivo colaborar com a promoção de saúde em todas as camadas da sociedade. O instituto tem como princípio aumentar a percepção e a conscientização da sociedade perante todas as doenças e acidentes passíveis de atitudes preventivas, com rigor científico e conhecimentos técnicos atualizados.

Como prevenir queimaduras em festas juninas

- Não permitir o manuseio de fogos de artifício por crianças;
- Nunca soltar rojão segurando diretamente na mão, pois o explosivo pode sair pela outra extremidade. O ideal é interpor com vários rojões já usados ou mesmo varetas, deixando uma distância de pelo menos 60 centímetros da mão e afastado do rosto;
- Não apontar o rojão para onde há pessoas circulando e fios elétricos;
- Observar a origem dos fogos adquiridos e não usar materiais de fabricação caseira;
- Não guardar grande quantidade de fogos em um único local, pois qualquer faísca pode gerar uma explosão;
- Ao acender uma fogueira, se for utilizado líquido inflamável, não chegar próximo da chama com o produto;
- Manter as crianças sempre afastadas das fogueiras;
- Se ingerir bebida alcoólica, manter-se afastado das fogueiras e fogos de artifício.

Osmogel®

Osmogel® é um hidrogel de uso tópico que alivia o processo inflamatório decorrente das queimaduras superficiais. É destinado à farmácia domiciliar, para imediato socorro para pacientes e classe médica, em especial na pediatria, por preencher uma lacuna no tratamento imediato das queimaduras de primeiro grau.
Osmogel® tem ação física, é atóxico, biocompatível, inodoro e incolor. Sua formulação é livre de qualquer princípio ativo farmacológico que interfira no processo inflamatório, minimizando assim o risco de efeitos adversos.
Osmogel® promove o equilíbrio hídrico por osmose, por meio da exclusiva tecnologia Balance Hidro Osmose (BHIO), que evita a desidratação e ajuda a preservar as propriedades de barreira cutânea na pele lesada. Entre os benefícios do produto, destacam-se: resfriamento, hidratação, alívio da dor e da ardência, e ação microbiostática (bactérias e fungos são afetados em seu conteúdo hídrico por osmose, o que leva à desestabilização desses micro-organismos, evitando assim a proliferação).
Osmogel® é um produto produzido pela Farmoquímica (FQM), indústria farmacêutica com mais de 70 anos no mercado, que possui uma linha com mais de 40 medicamentos de marca, que atuam em diversos segmentos terapêuticos, cuidando da saúde desde a infância até a maturidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário