Região da Basileia

Fotos- Ovadia Saadia & Divulgação Les Trois Róis
Resized origimage.
 
Bedroom With Terrace.

Junior suite.

Hotel Facade Daytime.

Lobby.

Cheval Blanc Reverside patio dining.

Junior suite purple design
 Por Ovadia Saadia

Correspondente especial
Ministério do Turismo da Suíça
Switzerland Tourism

Turismo- Suíça/Basileia (Basel)

A cidade se regojiza com a chegada do verão europeu, com altas temperaturas para os suisso-alemães de Basel. É empolgante observar das margens do Reno jovens e adultos flanarem de uma ponta a outra com a correnteza levando a animada população ao delírio após meses de frio intenso.
A linda Basel se localizada em ambos os lados do Reno, na extremidade fronteiriça entre três países – Suíça, Alemanha e França –, Basiléia é a terceira maior cidade da Suíça. Tem um charme e encantos únicos. Não apenas suas diversas culturas, mas também sua história de espisódios marcantes, arte moderna e arquitetura convergem aqui.
Desde a Idade Média, Basileia tem sido um importante ponto comum de comércio e transporte, devido principalmente à navegação no rio Reno. Ferryboats, viagens de ida e volta no rio e eclusas ligam os quatro portos e pontos turísticos de Basileia.
Em fascinantes passeios a pé, os visitantes podem descobrir o Centro Histórico, repleto de construções datadas do século XV. A grande praça do mercado, por exemplo, é dominada por uma Câmara Municipal, construída entre 1507 e 1513. O Spalentor, um dos portões da cidade mais bonitos da Suíça, foi erguido ao final do século XIV. O verdadeiro marco de Basileia, no entanto, é o Monastério, com as suas torres delgadas. Ele foi construído em diferentes estilos arquitetônicos, entre 1019 e 1500.

Destaques


• Museu de Arte de Basileia – um dos mais antigos acervos públicos de arte e o maior acervo Holbein do mundo.
• Museu Jean Tinguely– o salão envidraçado, projetado pelo renomado arquiteto do cantão do Ticino Mario Botta, abriga as excepcionais esculturas de metal feitas por Tinguely.
• Fundação Beyeler – uma variedade de coleções de arte e exposições especiais fica à mostra nos 127 metros de comprimento do moderno edifício projetado pelo arquiteto italiano Renzo Piano.
• Museu das Culturas – uma das maiores coleções da Europa dedicada à vida dentro e fora das culturas europeias.
• Jardim Zoológico – cerca de 600 espécies de animais albergados em onze hectares de terreno, com uma flora exótica bem no coração da cidade.
• Teatro de Musicais de Basileia – delicia o grande público com produções extravagantes dos musicais internacionais.
• Passeios no Reno – embarcações para passeio oferecem oportunidades de ver a cidade a partir do Reno, percorrendo todo o caminho até os grandes portos de carga de Basileia e do Rheinfelden.


Principais Eventos


Basel Fasnacht (Carnival) - once a year the cultural city loses its head and spends three days celebrating the biggest street party (February/March).
Baselworld - at the worldwide leading watch and jewellery fair international companies provide an insight into current trends (March/April).
Art Basel - the exhibition with art from the 20th century is regarded as an important world fair of the international art market (June).
Swiss Indoors Basel - the biggest national sports event and one of the most important indoor tennis tournaments in the world always brings together the tennis world elite (October).
Basel Autumn Fair - the biggest fun fair in Switzerland featuring countless stalls and rides (October/November
Sugestão Museu
Fondation Beyeler
Baselstrasse 101
CH-4125 Riehen / Basel
Phone +41 (0)61 645 97 00
In building Renzo Piano's museum in 1997, the Fondation Beyeler made its collection accessible to the public. The 200-odd works of classic modernism reflect the views of Hildy and Ernst Beyeler on 20th-century art and highlight features typical of the period from Monet, Cézanne and van Gogh to Picasso, Warhol, Lichtenstein and Bacon. The paintings appear alongside some 25 objects of tribal art from Africa, Oceania and Alaska.
Temporary exhibition: Jeff Koons. 13 May – 2 September 2012
Jeff Koons (b. 1955) is one of the best known and popular artists of the present day, who since the 1980s has caused a furore with art that refers directly to current pop culture. The Fondation Beyeler's Koons exhibition is the first ever to be shown in Switzerland. It focuses on three extensive groups of works from different periods, each of which lastingly shaped the development Koons's oeuvre.


Sobre o polêmico Jeff Koons;


Jeff Koons soube moldar a extravagância a seu favor e segue uma lógica hiperbólica: excessos kitsch, vulgaridade e total falta de vergonha.
Na virada do século, esse americano de 56 anos foi um dos pivôs da entrada das artes visuais na indústria do entretenimento, com poderosas linhas de montagem, orçamentos inflados e estratégias agressivas de marketing que emulam as de Hollywood.
Os valores de suas obras --uma delas foi arrematada, em um leilão há três anos, por nada menos que US$ 26 milhões (R$ 46 milhões)-- poderiam até bancar um filme.
Entre seus trabalhos mais conhecidos estão cachorrinhos metálicos gigantes, esculturas e pinturas em que aparece transando com a estrela pornô Cicciolina, sua ex-mulher, e uma estátua dourada de Michael Jackson com seu chimpanzé de estimação.
Treze de suas obras serão exibidas no país na mostra em homenagem aos 60 anos da Bienal de São Paulo, que começa na próxima terça com um amplo apanhado da arte-espetáculo surgida nos Estados Unidos pré-crise.

Leia a seguir a íntegra da entrevista com Jeff Koons.

Pergunta a Jeff Koons - Como você vê sua arte hoje? É possível considerar o que faz uma evolução da estética pop?
Jeff Koons - É sempre difícil um artista avaliar sua própria posição. Sei que sempre quis participar disso tudo. Como um jovem artista, sempre vi e admirei trabalhos de Salvador Dalí, de Roy Lichtenstein. Acredito que venho de uma tradição de vanguarda. Me fascina a sensação de liberdade que têm os artistas. Tudo tem a ver com atingir a transcendência na própria vida e criar um diálogo com o espectador, saber compartilh


Sobre a Basiléia:

Basileia (em alemão: Basel, em francês: Bâle, em italiano: Basilea) é a terceira maior cidade da Suíça, com a população de cerca de 170 000 habitantes. É considerada a capital cultural da Suíça.
No grego koinê, Basileia significa "reino" ou "domínio". A cidade foi fundada pelos romanos com o nome de Basilia.
Basileia é sede do Banco de Compensações Internacionais (uma espécie de banco central dos bancos centrais) e por isso batiza também o acordo que trata da normatização dos procedimentos bancários. É sede ainda de indústrias, bancos, seguradoras e empresas de transporte.
A cidade de Basileia é também referência mundial no campo da indústria farmacêutica e abriga sedes de diversas empresas, entre as quais Novartis, Syngenta, Ciba Specialty Chemicals, Clariant, Hoffmann-La Roche, Basilea Pharmaceutica e Actelion.
Na cidade há um zoológico famoso pela quantidade de espécies raras que abriga, como o asno-da-somália, o leopardo-das-neves e o ocapi.

Lobby Grand Style Chandelier.

O rio Reno, presença impactante em todos os momentos
da vida de basel (Basiléia).

O rio Reno, presença impactante em todos os momentos
da vida de basel (Basiléia).

Deliciosas ruelas de Basel.

Toda população toma ônibus. É normal do dia a dia de todos. É chic!

Toda população toma ônibus. É normal do dia a dia de todos. É chic!

Fachada do Grand Hotel Les Trois Rois no dia da chegada
do verão europeu.

Prefeitura de Basel e sua cor diferenciada.
Geografia


Localizada no noroeste da Suíça, Basileia faz fronteira com a Alemanha e com a França. É cortada pelo rio Reno, que a divide em Grande Basileia ( Gross Basel ) e Pequena Basileia (Klein Basel), esta na margem oposta do rio, junto a Lörrach. Sua localização favoreceu o desenvolvimento da cidade, como pólo financeiro e de transportes.
Com 166 mil habitantes, é a terceira cidade mais populosa do país. Sua aglomeração conta com 690 mil habitantes, e se estende além das fronteiras com a França (Saint-Louis e Huningue, na Alsácia) e com a Alemanha (Weil-am-Rhein e Lörrach no Baden-Württemberg).
O aeroporto que atende a cidade é o EuroAirport Basel-Mulhouse-Freiburg assim chamado pela sua localização central dentro do território europeu, que o permite atender a três países: Suíça, França e Alemanha. Outra curiosidade sobre o aeroporto é que ele é administrado juntamente por dois países, Suíça e França. Por tal razão os passageiros podem ser submetidos tanto ao controle de imigração suíço quanto ao francês.


Personalidades famosas


• Erasmo de Roterdã viveu muitos anos em Basileia e ali faleceu em 1536.
• Nietzsche ensinou na universidade de Basileia de 1869 até 1879 como professor de filologia.
• A família de matemáticos Bernoulli ocupou vários cargos de ensino na universidade de Basileia.
• O matemático Leonhard Euler também é originário de Basileia.
• O tenista Roger Federer nasceu na cidade em 1981.
• O médico psiquiatra Carl Gustav Jung morou, estudou e ensinou em Basileia durante o fim do século XIX e início do século XX.
• O jurista Rudolf von Ihering, aos 27 anos de idade, foi lecionar na Universidade de Basileia.
• O jogador de futebol Alexander Frei, um dos principais nomes da seleção suíça de futebol na última década.


O fabuloso hotel Les Trois Róis


É um daqueles hotéis- palácio como só se vê na Europa, e que logo na entrada, mesmo que seja no meio de uma tarde de calor, corta o fôlego, tamanha harmonia entre o passado e a tecnologia de hoje, mantendo um glamour inacreditável. Grande parte disso se deve a um conjugado de lobby e terraço sobre o reno, mais um bar imediato. E toda Basel elegante está lá! Desde 1844, quando o hotel abriu oficialmente as suas portas, um desfile de alguns hóspedes mais influentes do mundo tem agraciado o Grand Hotel Les Trois Rois da Suíça. De Voltaire e o Dalai Lama até Pablo Picasso, da Imperatriz do Japão até o General Napoleão Bonaparte, cada um destes dinâmicos líderes se impressionou com a graça e a elegância do hotel . Teodor Hertzel lá assinou a fundação do Estado de Israel, dá para imaginar mais...
101 quartos renovados resplandecem em conjuntos de cores individuais – predominância do vermelho escuro- habilmente misturam elementos neoclássicos com toques e conveniências modernas. A suíte Trois Rois, localizada no alto da Basileia, tem ainda uma banheira de hidromassagem privativa ao ar livre.
Garçons de smoking recebem os convidados no disputado e premiado 1 estrela Michelin, o Cheval Blanc, que serve uma seleção de mais de 700 vinhos e no verão estende o seu atendimento perfeito até o terraço de frente para o rio. Refeições casuais podem ser feitas na Brasserie e alguns dos melhores coquetéis do país estão prontos para serem criados atrás do elogiado balcão do Bar Les Trois Rois. Mesmo que você não esteja lá hospedado, uma vez que basel tem hotís para todos os gostos e bolsos, e mesmo o bed & breakfast são adoráveis, uma visita a este hotel-palácio-monumento Les trois Rois é obrigatória.

Grandhotel Les Trois Rois *****S
Blumenrain 8
CH-4001 Basel
Phone +41 (0)61 260 50 50
The “Les Trois Rois” is one of the oldest city centre hotels in Europe, offering you lavish interiors and exquisite wining and dining. Its location in the centre of the Old Town overlooking the river Rhine is unique.
13:00 Meet Nicole Delarue (Mobile +41 (0)79 244





Nenhum comentário:

Postar um comentário